10 dúvidas comuns sobre multas de trânsito (Parte 2)

Multas - 10 dúvidas comuns sobre multas de trânsito (Parte 2) - Recorra Aqui - Multas e CNH - comuns | condutor | dúvidas

De uns anos para cá, o barateamento da tecnologia e a instalação de novos aparelhos de fiscalização têm ocasionado um considerável aumento nas autuações de trânsito em todo o Brasil. Devido a isso, condutores que nunca haviam sido multados antes, hoje se veem preocupadas com o acúmulo de pontos em sua carteira.

O grande problema é que os órgãos de trânsito nem sempre fornecem informações concretas para os condutores.

Confira a segunda parte a respeito de algumas das maiores dúvidas que os condutores têm a respeito das leis de trânsito:

1 – O que acontece se as defesas não forem aceitas?

Se a primeira não for deferida, ou se você perder o prazo, ainda pode recorrer à JARI.

Se o recurso à JARI também não for aceito, você pode recorrer na segunda instância.

Se o último recurso também não for aceito, a multa só poderá ser rediscutida no Poder Judiciário.

2 – Enquanto os recursos não forem julgados, posso licenciar meu carro normalmente?

Sim. Se o auto de infração de trânsito já gerou um boleto de cobrança e você fizer um recurso dentro do prazo, caso esse recurso não seja julgado em 30 dias, o órgão de trânsito deve suspender a cobrança da multa até o julgamento. Assim, você poderá licenciar seu veículo sem pagar a multa.

Vale destacar que, para uma atuação gerar um boleto de multa pode levar muito tempo, mesmo que o condutor não recorra. Essa demora varia de acordo com o órgão de trânsito responsável pela autuação.

3 – Quanto tempo leva para o julgamento de um recurso?

Isso varia de acordo com o órgão que irá julgar.

4 – Quando posso transferir os pontos de uma multa?

A “transferência de pontos” nada mais é do que a indicação do condutor, ou a identificação do condutor.

Este é um procedimento por meio do qual o proprietário de um veículo que teve uma autuação de trânsito vai ao órgão de trânsito e informa que não era ele quem estava dirigindo, para que os pontos sejam lançados no prontuário do real infrator.

5 – O que fazer para identificar o condutor de uma infração?

O procedimento é simples: é preciso levar ao órgão de trânsito um formulário próprio preenchido, assinado pelo proprietário e pelo condutor, com cópia das CNHs de ambos, comprovando que as assinaturas são verdadeiras.

6 – Qual é o prazo para identificar o condutor?

O prazo é o mesmo para a primeira defesa, a Defesa de Autuação. O prazo final consta na notificação ou no site do Detran do seu Estado, informando os dados do seu veículo.

7 – Posso identificar o condutor e ainda assim recorrer?

Sim. Mas é preciso se lembrar que são dois processos distintos. Você terá que levar os formulários e anexos de cada processo separadamente, um para a defesa e outro para a identificação do condutor.

8 – O que fazer quando perder o prazo para identificar o condutor?

É raro quando os órgãos de trânsito aceitam um pedido fora do prazo. Então, na maioria dos casos, só resta procurar a Justiça.

9 – A minha indicação do condutor foi indeferida, o que houve?

Na maioria das vezes, acontece uma das seguintes situações: as assinaturas no formulário não foram feitas conforme as CNHs; o formulário não foi preenchido corretamente; ou faltou apresentar a cópia de algum documento.

10 – Meu veículo está em nome de pessoa jurídica, o que acontece se eu não identificar o condutor?

Além da multa originada pela infração, poderá ainda ser lançada a famosa multa por Não Identificação do Condutor (NIC), cujo valor é o da multa original multiplicada pelo número de infrações iguais cometidas no período de doze meses.


Porque o Recorra Aqui pode te ajudar a recorrer de Multas de Trânsito?

Ao contratar os serviços do Recorra Aqui suas chances aumentam, uma vez que conhecemos as brechas da lei e as falhas dos órgãos de trânsito, além disso você terá uma defesa 100% personalizada, onde garantiremos o seu amplo direito de defesa para que você continue dirigindo, contando com a melhor assessoria técnica e personalizada sem sair de casa, de forma segura e 100% online, além disso:

  • Todo o esforço é por nossa conta. Nós elaboramos o seu recurso por inteiro. Você não precisa se preocupar.
  • Todos os recursos administrativos cabíveis estão incluídos. Precisou de Defesa Prévia? Vai precisar recorrer à JARI ou ao CETRAN? Nosso objetivo é que você tenha as maiores chances de sucesso sem ter que pagar a mais por isso.
  • Você não precisa ter nenhum conhecimento de lei ou técnico.
  • Se você tiver dúvidas, é só perguntar à nossa equipe. Você tem acesso a um técnico administrativo para tirar qualquer dúvida que tiver, inclusive pelo WhatsApp, sem custo adicional.
  • Nós conhecemos todos os erros dos órgãos de trânsito que podem ajudar a ganhar o seu  recurso. Sempre que identificamos um destes erros, redigimos um documento técnico para reverter o erro e ganhar o processo.

Finalmente uma maneira rápida, 100% dentro da Lei, feita por uma equipe experiente que vai te ajudar passo a passo a recorrer da sua multa e manter sua CNH.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco, ficaremos feliz em ajudá-lo.

Se você gostou, COMPARTILHE para que mais pessoas saibam como recorrer de suas multas de trânsito.

Avalie este conteúdo
Compartilhe

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.