Golpe do boleto falso de multas de trânsito ainda prejudica muitos condutores

O golpe do boleto falso de multas de trânsito continua sendo uma prática muito comum, sendo uma das principais preocupações do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) em todo o Brasil.

De acordo com o órgão, os criminosos, atentos ao movimento dos motoristas em determinadas vias, acabam registrando o número da placa dos veículos reproduzindo, posteriormente, falsos boletos para o pagamento de multas.

Esses boletos são enviados aos proprietários de veículos que, ao não fazerem a pesquisa no site do DETRAN, acabam acreditando que realmente cometeram algum tipo de infração, efetuando o pagamento e acabando no prejuízo.

Como devem ser enviadas as notificações?

Ao receber a notificação, muitos condutores não se preocupam em checar se de fato o documento está de acordo com a legislação ou foi enviado de maneira segura.


Além disso, muitos desconhecem que, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), as duas notificações emitidas nesses casos, o Auto de Infração e a Notificação de Penalidade, devem ser enviadas, de acordo com o CTB, apresentando informações de maneira obrigatória.

Caso isso não aconteça, as penalidades referentes à infração apontada deverão ser canceladas.

Veja o que o CTB aponta em relação ao Preenchimento do Auto de Infração, primeiro documento enviado pelos órgãos de fiscalização:

“Art. 280. Ocorrendo infração prevista na legislação de trânsito, lavrar-se-á auto de infração, do qual constará:

I – tipificação da infração;

II – local, data e hora do cometimento da infração;

III – caracteres da placa de identificação do veículo, sua marca e espécie, e outros elementos julgados necessários à sua identificação;

IV – o prontuário do condutor, sempre que possível;

V – identificação do órgão ou entidade e da autoridade ou agente autuador ou equipamento que comprovar a infração;

VI – assinatura do infrator, sempre que possível, valendo esta como notificação do cometimento da infração.”

Portanto, ao analisar se essas informações foram apresentadas de maneira correta, já é uma maneira de você identificar possíveis fraudes no documento recebido.

Isso porque os falsos boletos, apesar de apresentarem a foto da placa do veículo, normalmente são redigidos faltando algum tipo de informação que um documento enviado pelo órgão oficial não apresentaria.

O que acaba, muitas vezes, confundindo o condutor é que os falsos boletos enviados, normalmente, são referentes às infrações mais comuns, que fazem parte do nosso cotidiano e que, muitas vezes, nem percebemos ter cometidos, como a falta do cinto de segurança, o uso do celular ao volante, etc.

Como evitar o golpe?

Confira algumas dicas de como perceber que está sendo vítima de uma fraude:

Desconfie caso receba a cobrança imediatamente

O órgão nunca deverá enviar para você a notificação de penalidade de imediato. Portanto, caso você receba, em sua casa, a multa de trânsito sem ter recebido o Auto de Infração, desconfie imediatamente.

Preste atenção nos avisos enviados pelo órgão de fiscalização

Nos casos de fraude, os proprietários de veículos também receberam, em seu e-mail, o aviso de que havia uma cobrança de multa de trânsito em aberto.

Entretanto, saiba que, apesar das facilidades que os órgãos estão buscando oferecer aos condutores, as multas de trânsito não são enviadas por e-mail, nem por aplicativos como o WhatsApp.

Consulte sempre o site do órgão

Todo órgão notificador, ao acusar o motorista por infração de trânsito, deverá registrar essa infração em sua página na internet. Hoje, para facilitar a vida dos habilitados, existe até mesmo aplicativo dos departamentos para que o motorista faça a consulta sobre a situação de sua CNH, assim como de seu veículo.

Portanto, assim que receber a notificação, mesmo que acredite ter cometido uma conduta proibida ao volante, consulte o site do departamento que supostamente enviou para você a notificação.

Preste atenção nas informações apresentadas

O Auto de Infração e a Notificação de Penalidade deverão ser enviados contendo informações obrigatórias, como aquelas referentes às condições físicas do veículo, local onde foi registrada a infração, horário, entre outros.

Portanto, se o documento que você receber em sua casa não apresentar essas informações, as chances de você estar sendo alvo de uma fraude são grandes.

Porque o Recorra Aqui pode te ajudar a recorrer da sua multa?

Ao contratar os serviços do Recorra Aqui suas chances aumentam, uma vez que conhecemos as brechas da lei e as falhas dos órgãos de trânsito, além disso você terá uma defesa 100% personalizada, onde garantiremos o seu amplo direito de defesa para que você continue dirigindo, contando com a melhor assessoria técnica e personalizada sem sair de casa, de forma segura e 100% online, além disso:

  • Todo o esforço é por nossa conta. Nós elaboramos o seu recurso por inteiro. Você não precisa se preocupar.
  • Todos os recursos administrativos cabíveis estão incluídos. Precisou de Defesa Prévia? Vai precisar recorrer à JARI ou ao CETRAN? Nosso objetivo é que você tenha as maiores chances de sucesso sem ter que pagar a mais por isso.
  • Você não precisa ter nenhum conhecimento de lei ou técnico.
  • Se você tiver dúvidas, é só perguntar à nossa equipe. Você tem acesso a um técnico administrativo para tirar qualquer dúvida que tiver, inclusive pelo WhatsApp, sem custo adicional.
  • Nós conhecemos todos os erros dos órgãos de trânsito que podem ajudar a ganhar o seu  recurso. Sempre que identificamos um destes erros, redigimos um documento técnico para reverter o erro e ganhar o processo.

Finalmente uma maneira rápida, 100% dentro da Lei, feita por uma equipe experiente que vai te ajudar passo a passo a recorrer da sua multa e manter sua CNH.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato! Faremos uma CONSULTA GRATUITA do seu caso e ficaremos feliz em ajudá-lo. Nosso e-mail é [email protected] e nosso WhatsApp é (14) 99701-4520, ou (11) 95639-9557 podemos e queremos te ajudar!

Também estamos nos seguintes canais:

FacebookInstagramCanal no Youtube

Se você gostou, COMPARTILHE para que mais pessoas saibam como recorrer de suas multas de trânsito.

Compartilhe

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.