Multa de Pessoa Jurídica

Há pouco mais de um ano, quando o veículo registrado no nome de uma empresa era multado, na maioria das vezes, o condutor responsável pela infração não era penalizado.

Isso acontecia pois a legislação não cobrava a identificação do condutor, apenas o pagamento da multa.

Os veículos pertencentes à empresa são inscritos no Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM) com um CNPJ em vez de um CPF. Contudo, uma carteira de habilitação não pode estar vinculada a um CNPJ, somente a um CPF.

Por esse motivo, em caso de multa em nome da empresa, os pontos referentes à infração não podem ser atribuídos a nenhuma CNH sem que o condutor seja identificado.

A questão é que, sem indicação de condutor, ninguém recebia os pontos. Além disso, nem sempre esses veículos são conduzidos pelo proprietário da empresa, ou seja, ainda que o proprietário cobrasse do funcionário o valor da multa, este não recebia os pontos pela infração.

Porém, desde outubro de 2017, o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) definiu novos procedimentos para a imposição de penalidade à pessoa jurídica.

Trinta dias após a divulgação da Resolução N° 710/17, ficou estabelecido que as empresas que não indicarem o condutor responsável pela infração cometida com o veículo deverão ser penalizadas.

De acordo com o documento, o ato de omitir a identificação do condutor contribui para aumentar a impunidade de motoristas que cometem infrações de trânsito com frequência, e que, portanto, não deveriam continuar a conduzir veículos.

Afinal, é por isso que há o sistema de pontos na CNH, que permite às autoridades de trânsito abrir processo administrativo de suspensão temporária do direito de dirigir do condutor que ultrapassa o limite de 19 pontos previstos.

Com a mudança, caso a pessoa jurídica não indique o motorista que conduzia o veículo no momento em que a infração foi registrada, além de arcar com a multa original, ele deverá, também, pagar a multa NIC, por Não Identificação do Condutor Infrator.

Como evitar a multa NIC?

Ao receber a notificação de uma infração, a empresa deve indicar o condutor infrator em, no mínimo, 15 dias, para que o mesmo receba os pontos.

Caso isso não aconteça, o valor da multa original será multiplicado pelo número de infrações iguais cometidas com o veículo nos últimos 12 meses.

Porém, se nos últimos 12 meses essa não é a primeira vez que essa infração é cometida, e a empresa não identificou o condutor, o valor da multa será multiplicado por 2, que é o número de vezes em que a infração foi cometida em 12 meses.

O procedimento para indicação do condutor em caso de pessoa jurídica é o mesmo que para indicação de pessoa física. Antes de receber a multa, a empresa é notificada sobre a constatação de uma infração com um de seus veículos.

Com essa notificação, chega também o formulário para que o condutor infrator seja indicado. O formulário deve ter todos os campos preenchidos corretamente e ser assinado tanto pelo proprietário do veículo quanto pelo condutor responsável pela infração.

As assinaturas devem estar iguais às dos documentos que serão anexados ao formulário. Feito isso, é preciso encaminhar, pelos Correios ou entregar pessoalmente, todos os documentos ao endereço que consta na notificação, dentro do prazo estipulado.

Contudo, mesmo fazendo a indicação de condutor, há ainda o valor da multa a ser quitado, o qual é de reponsabilidade da pessoa jurídica.

Porque o Recorra Aqui pode te ajudar?

Ao contratar os serviços do Recorra Aqui suas chances aumentam, uma vez que conhecemos as brechas da lei e as falhas dos órgãos de trânsito, além disso você terá uma defesa 100% personalizada, onde garantiremos o seu amplo direito de defesa para que você continue dirigindo, contando com a melhor assessoria técnica e personalizada sem sair de casa, de forma segura e 100% online, além disso:

  • Todo o esforço é por nossa conta. Nós elaboramos o seu recurso por inteiro. Você não precisa se preocupar.
  • Todos os recursos administrativos cabíveis estão incluídos. Precisou de Defesa Prévia? Vai precisar recorrer à JARI ou ao CETRAN? Nosso objetivo é que você tenha as maiores chances de sucesso sem ter que pagar a mais por isso.
  • Você não precisa ter nenhum conhecimento de lei ou técnico.
  • Se você tiver dúvidas, é só perguntar à nossa equipe. Você tem acesso a um técnico administrativo para tirar qualquer dúvida que tiver, inclusive pelo WhatsApp, sem custo adicional.
  • Nós conhecemos todos os erros dos órgãos de trânsito que podem ajudar a ganhar o seu  recurso. Sempre que identificamos um destes erros, redigimos um documento técnico para reverter o erro e ganhar o processo.

Finalmente uma maneira rápida, 100% dentro da Lei, feita por uma equipe experiente que vai te ajudar passo a passo a recorrer da sua multa e manter sua CNH.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco, ficaremos feliz em ajudá-lo.

Se você gostou, COMPARTILHE para que mais pessoas saibam como recorrer de suas multas de trânsito.

Compartilhe

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.